Em Família | A Novela que é tudo, menos familiar. | Criticando.

18 de jul de 2014




Com o pior núcleo que poderia ser escrito.
 Com a pior cronologia que existe.
Com os conceitos mais anormais impossíveis.
Com casais sem sal, sem fundamento, sem possibilidade.
No cenário mais batido da televisão brasileira...


Vem aí.
O pior final (clichê) que você vai ver na vida!


EM FAMÍLIA carioca, feliz, fofinha, cheia de médico na família e super revolucionária.
É, sem dúvidas, a pior montagem da internet.


Porra Sabrina, você demora 3 semanas pra aparecer, e quando aparece é pra falar de novelinha bosta?


Eu sei disso. Mas eu precisava aparecer no momento perfeito. E eu demorei, porque estou preparando o layout 2.0 pra vocês, bostinhas da Sabrina. 

Antes de eu começar com a porra toda, vou deixar um gostinho do novo layout pra vocês.


É uma verdadeira obra de arte.
Prometo que o layout 2.0 vem em breve. Lindo, maravilhoso, digno de Oscar.

Aviso
Este post é longo pra caralho, tem palavrão pra caralho, foto pra caralho e é apropriado para odiadores Globais. Se você não se encaixa, ou não gosta, ou se ofende, ou não quer ver a foto da Bruna pagando mamas, se retire do recinto.



Pra começar, Manoel Carlos é um dos autores em que a Globo mais chupa o saco. 
O famosinho Maneco das Helenas. Uma mais bosta e sem sal que a outra. Podem até ser boas atrizes, mas, no momento em que fazem as Helenas, elas se acabam, se detonam, mostram um lado "Eu estou acabando com a minha carreira" a partir do momento em que aceitam ser as protagonistas do Leblon. (Que por sinal, é o único lugar em que ele sabe escrever. Nunca vi um chupador de saco do Rio de Janeiro tão apaixonado, ele supera gringo!)
O velho tem 81 anos e acha que está antenado com as mudanças das famílias brasileiras. 
Velho gagá!
 Manoel termina hoje, sua saga das Helenas das oito.
O que é uma felicidade torturante! 
(Sabe uma novela de sucesso dele? Essa mesmo: Laços de Família!)
Maneco tem mania de viver criando os mesmos personagens, com os mesmos temas, os mesmos trejeitos, a mesma cronologia. Clichê atrás de clichê, Manoel Carlos escreve novelas desde 1952 e só acertou em uma minissérie: Presença de Anita.

Era a melhor!













Mas o foco do post de hoje, é sobre a atualidade de Manoel Carlos.
Em Família, é a novela das oito atual, que apela pra ser uma Avenida Brasil com uma pitada de Amor a Vida.






Vou provar pra você, com foto e fatos, que essa, é a pior novela escrita.



  • Personagens esquecidos.
Uma coisa que eu levo muito a sério, seja em livros, fics, HQ's, filmes, seriados e novelas é o núcleo. É o envolvimento dos personagens. Até porque, na nossa vida, por mais que a gente não faça parte de determinada história, nossa vida segue. Manoel errou feio, errou rude, ao esquecer completamente toda a proposta que ele fez antes da estréia.

Era o trio amoroso que estávamos esperando.

Foi o que obtivemos.

Manoel descartou, sem dó, várias propostas inicias. Detonou com núcleos (Mãe de Shirley que não apareceu, Pai da Neidinha, e um Tio da Helena que mora no exterior), ocultou temas importantes a serem abordados, esqueceu do mistério da morte de Gorete, (a mãe nada a ver que morreu no início da novela e deixou a filha com a patroa) e deixou um romance bem sem sal entre Clarina.

Uma coisa fofa, mas sem sal.

Quem caralho matou a Gorete? Juliana, ou foi o Jairo pra poder ficar livre e pegar as duas?
Sem contar que no final, você descobre que o Nando era o pai da guriazinha. 

Devo comentar alguma coisa?



  • Tentativa Felix de audiência.
O primeiro beijo gay não foi na Globo. Foi na novela Amor e Revolução, transmitida no SBT em 12 de Maio de 2011.
E deram um show de interpretação viu?

Não estou criticando 100% o casal. Aliás, a escolha das atrizes foi ótima.
Giovanna Antonelli e Tainá Müller são um belo par de lindas mulheres mesmo. Eu admito.
Principalmente a Tainá <3




Um lado bom pra analisar o casal é o fato da Marina ter dinheiro. Muito dinheiro. (Coisa que ninguém sabe da onde vem. Estranho. Muito estranho.) E vamos combinar que foi um pouco forçado a separação da Clara e do Cadu. O cara era apaixonado por ela, fazia de tudo, e só errava no excesso de ciúmes e na pitada de machismo. Ficou horrível essa montagem. Marina ficou com cara de destruidora de lares e Clara, a pobretona careta que se engajou no dinheiro de Marina. Só isso. Casal sem sal. Sem graça alguma. 


  • Erro grotesco de idade
Chica tem apenas, (apenas), dez anos a mais que Helena!
Chora não bebê. É isso mesmo. Natália do vale tem 61 anos e faz a mãe de Julia Lemmertz que tem 51. Terrivelmente mal escolhidas, as duas não convencem na hora de interpretar uma família. Em algumas cenas, Helena parece ser a mãe de todo mundo, inclusive do Virgílio!
Ana Beatriz Nogueira tem 46 anos e atua como se tivesse 60

  • Péssima escolha de casais.
Além de Clarina, existe também, o casal mais forjado de Em Família. 
Luiza e Laerte não combinam, não digo pela idade, estou dizendo que o Gabriel é um tédio de ator e a Bruna só é gostosinha.
Eita capítulo bom!


A noiva do Neymar só tem um rosto agradável. Sua voz é enjoativa, sua interpretação é péssima e ela NÃO TEM NADA A VER COM A JÚLIA!
Os personagens foram trazidos até nós, no começo da trama, ainda jovens. Bruna deveria ter alguém que combinasse melhor com seu formato de rosto.
Mas voltando ao casal, foi uma terrível escolha. Sem contar que o Laerte é um garanhão que quer pegar o elenco inteiro. E se o Laerte estivesse acabado e feio que nem o Virgílio, Luiza não teria namorado ele.
Juliana e Jairo só ficaram juntos porque ela queria a criança e o Jairo não dispensaria comida boa. 
(EM TODOS OS SENTIDOS!)





  • Laerte só usa azul
Abril me fez o favor de editar essa imagem mensurável que eu não preciso explicar mais nada




  • Criança mimada totalmente responsável.
Essa parte é de total parte da personagem de Bruna Marquezine, Luiza, que além de ser chata, tem 18 e quer ser dona do próprio nariz. Quer ser totalmente responsável por si mesma. Mas detalhe: Os pais pagaram a faculdade, as roupas, a casa nova, vão pagar o casamento... 

Fica esperto com essa daí Neymar. Ela vai arrancar a sua grana e correr pros braços do primeiro velho gaga que aparecer.


  • Todo mundo é RYCO
Ninguém nessa Família tem profissão. A não ser a Helena que é leiloeira. 
Ninguém trabalha, e mesmo assim, todo mundo mora num prédio gigante no Leblon com 54844531864851 andares onde toda a família esta e todo mundo é vizinho.


  • Mais ou menos vilã.
Tem duas bruxas más na novela.
Branca e Shirley. 

Ainda estou procurando no google, qual é a função dessa mulher, se não, ser a ex mulher insuportável.



Essa é, sem dúvidas a MELHOR PERSONAGEM dessa novela. 
Vamos falar só sobre a Shirley, porque ela é o único motivo pelo qual eu vejo a novela.
A mulher tem veneno na língua, é ryca, loira e tem uma cobra de estimação. E não é isso que faz ela ser a melhor personagem. Viviane fez uma vilã com cara de mocinha que me conquistou por ser a única personagem sensata na novela. Além do mais, os comentários dela, como aquele em que ela fala que a cobra é uma entidade divina, vem provocando cristãos por ai. ( A esses eu dou um conselho: Por que você insiste em ver tv, sendo que sabe que só tem o que não presta? Hein? ) 
Sinto em dizer que como vilã, Shirley é ótima amiga.


  • Elenco do inicio da novela, deu um gostinho de Malhação, que não percorreu no restante da trama.
Acho gata.

Nada a ver com o Laerte atual

Que é? Nunca viu trocadilho antes? 


  • Bônus das melhores cenas de Em Família




















Se você não aproveitou as cenas acima, sinto muito, a novela acaba hoje e já era o seu 5x1.

E tem mais um bônus: A abertura da novela é kibe.
Demorou 5 meses, mas finalmente ela vai embora amiguinhos.


Espero que o post de hoje tenha tirado vocês do tédio. E sinceramente, eu achei uma bosta, meio sem sal que nem Clarina, mas eu juro que o post da copa vem ai. Juro mesmo.

E ah! Spoiler:

No final da novela de hoje, as mulheres vão ficar grávidas, o Laerte morre, e todo mundo fica feliz no final.
(Saudade de Avenida Brasil e seu final bem bosta mas nada clichê.)



Beijos!

Comentários da Rede Social Azul: